bhjn

A Nossa História

2011

PRIMEIRO ANO DE VIDA DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE HISTÓRIA DE ENFERMAGEM

Nascida em 29 de Março de 2011, no Cartório Notarial de Lisboa, na Rua dos Douradores, n.º 11; a recém-nascida ANHE teve a oportunidade de através de alguns dos seus sócios participar no 19th Annual Meeting of the Florence Nightingale, que decorreu na Escola Superior de Enfermagem de Lisboa (ESEL), de 12 a 16 de Abril. Aí alguns apresentaram posters desenvolvidos com estudantes da disciplina de História e Epistemologia I do curso de Licenciatura de Enfermagem da ESEL, nomeadamente:

  • Calouste Gulbenkian Nursing School of Lisbon in 90’s: A look into the Past;
  • Ethel Fenwick: the woman who had a dream;
  • Renaissance, Protestant Reformation and the Decadence of Nursing (1500 to 1700) – St. Vicent de Paul;
  • Escola Técnica de Enfermeiras (Learning to teach);
  • Kaiserswerth Institute´s Superintendents: Matriarchs of Modern Nursing.

outros em co-autoria:

  • Evolution care and healthcare in Portugal From 13th Century to 20th Century;
  • Nurses and Midwives in Portugal: Training/Education from XIX to XX Century;

ou a título individual:

  • The Mission and Action of the Portuguese military nurses in the course of the Independence War (from 1640 to 1668).

Outro momento relevante deste primeiro ano de vida foi a realização em 30 e 31 de Junho de 2011, na ESEL, Pólo Artur Ravara, do 1º Workshop da Associação, o qual para além de quatro workshops cujos temas foram:

  • A história e o ensino de enfermagem;
  • A história e a prática de cuidados de enfermagem;
  • A história e a investigação em enfermagem;
  • A história enquanto disciplina no desenvolvimento da ciência de enfermagem;

Neste evento houve ainda oportunidade para duas conferências. Uma apresentada pela Enfermeira Marília Pais Viterbo de Freitas “A importância da história para o desenvolvimento da profissão de enfermagem” e outra pela Professora Doutora Zília Osório de Castro sobre “Metodologia histórica”.
De 49 pessoas inscritas estiveram presentes 41, entre os quais docentes e investigadores das Escola Superior de Enfermagem de Lisboa; Escola Superior de Enfermagem da Cruz Vermelha; Escola Superior de Enfermagem S. José de Cluny; Escola Superior de Saúde de Beja; Escola Superior de Saúde de Portalegre; Escola Superior de Saúde Egas Moniz; Escola Superior de Saúde de Setúbal; Escola Superior de Enfermagem do Vale do Ave; Escola Superior de Enfermagem de Coimbra; Universidade da Madeira e da Escola Superior de Enfermagem de S. Francisco das Misericórdias. Estiveram também presentes enfermeiros do Centro de Saúde da Alameda; do Hospital de S. Francisco Xavier, do Hospital dos Capuchos; do Instituto Português de Oncologia; do Hospital da Força da Aérea e do regime liberal. Participaram ainda enfermeiros portugueses aposentados e dois investigadores estrangeiros.
No decorrer deste workshop realizou-se a primeira Assembleia-geral da Associação, na qual foram eleitos os Órgão Sociais da ANHE.
A encerrar as actividades foi realizado o lançamento da obra de Marília Pais Viterbo de Freitas, sócia da ANHE e Presidente da APE:

Comadres e Matronas. Contributo para a História das Parteiras em Portugal (Se. XIII a XIX).

Outro momento alto deste ano aconteceu em 25 de Novembro quando a ANHE participou em Alicante através de nove dos seus sócios na fundação da Federação Iberoamericana de História de Enfermagem (FIHE). Nessa reunião foram ratificados os estatutos da FIHE e nomeada como um dos Vogais da sua Direcção a Presidente da Assembleia-geral da ANHE.
A fundação da FIHE aconteceu no decurso III Simposio Iberoamericano de Historia de la Enfermería, XII Congreso Nacional Y VII Congreso Internacional de Historia de la Enfermería, VII Jornadas Internacionales de Cultura de los Cuidados que decorreu nos dias 24, 25 e 26 de Novembro. Como vogais do Comité Científico deste evento fizeram parte seis sócios da Associação.
No âmbito da História de Enfermagem os associados presentes apresentaram as seguintes comunicações a título individual ou em co-autoria:

Enfermerias-Escola: uma inovação nas práticas clinicas de Enfermagem no Portugal de 1940;

As cerimónias de graduação e de imposição da touca na Escola Técnica de Enfermeiras (1940-1946);

Ensinar e aprender História e Epistemologia de Enfermagem: um processo de descoberta;

Contributo para a História das Organizações Profissionais de Enfermagem em Portugal (Século XIX-XX);

A Presidente da Assembleia-geral da ANHE participou também numa mesa redonda moderada por Manuel Antonio Velandia Mora, com a comunicação intitulada “De la Historia de los Cuidados a la Teoría de la Historia del Cuidar”.
Noutro momento foram ainda apresentados e defendidos dois posters de associados:

Processo de integração social e profissional: experiências com enfermeiros estrangeiros em Portugal;

Enfermagem de saúde Pública em Portugal;

bem como a obra coordenada pelo Professor José Siles Gonzales e Taka Oguisso “Cultura de los Cuidados: Historia de la Enfermería Iberoamericana”, no qual três associadas (Foto abaixo) participaram como co-autoras num dos capítulos da Parte II intitulada Cultura de los cuidados e Historia de la enfermeria latino-americana e Ibérica.

2012

Em 2012, a Associação Nacional de História de Enfermagem desenvolveu as seguintes actividades:

Comemoração do aniversário da ANHE com a realização da Reunião Comemorativa do 1º Aniversário da Associação Nacional de História de Enfermagem – Enfermagem na Grande Guerra, que decorreu no dia 31 de Maio de 2012, às 16h, na Escola Superior de Enfermagem de Lisboa. Durante o evento foi passado o filme “No Amor e na Guerra”, após o qual se seguiu a mesa redonda “Cuidados de enfermagem na Grande Guerra” e o lançamento do livro “Vidas de Enfermeiras” da nossa associada Marília Viterbo de Freitas.

Na sequência de contactos havidos com a TV Enfermagem, na pessoa da Coordenadora de Operações da TV Enfermagem, Dr.ª Catarina Vaz, com vista ao planeamento e realização de programas acerca da História da Enfermagem, a ser produzido editado e divulgado pela TV Enfermagem, foi organizado um grupo de trabalho constituído por três sócios.

Em Agosto de 2012 foi estabelecido um protocolo de colaboração com a ESEL com a finalidade de promover a articulação e colaboração com vista à prossecução das respetivas missões, através do reforço da formação, da investigação e da inovação nas suas atividades.

Seis associados participaram com comunicações livres e posters no I Encontro Internacional de História da Enfermagem: A História dos saberes e fazeres de Enfermagem que decorreu em Lisboa, no Campus da Palma de Cima, da Universidade Católica Portuguesa em 23 e 24 de Março de 2012. O mesmo foi promovido pela Sociedade Portuguesa de História de Enfermagem (SPHE).

Três associados participaram no Congresso de Enfermagem Ibero-Americano e de países de língua oficial portuguesa que decorreu na Unidade de Investigação da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, de 13 a 15 de junho de 2012, tendo oportunidade de divulgar investigação produzida no âmbito da história de enfermagem. Os resumos das comunicações apresentadas encontram-se publicados no livro de resumos do evento.

Um associado participou com uma comunicação livre no IX Congresso Luso-Brasileiro de História da Educação – Rituais, Espaços & Patrimónios Escolares, que decorreu no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa de 12 a 15 de julho de 2012. Tal comunicação encontra-se publicada no livro de atas do Congresso.

Em Novembro de 2012 quatro sócios participaram em Madrid no XIII Congreso Nacional y VIII Internacional de Historia de la Enfermería, promovido Colegio Oficial de Enfermeras de Madrid & Asociación Nacional de Investigadores de la Historia de la Enfermería onde apresentaram comunicações livres que se encontram publicadas no livro de atas do evento.

A ANHE através de alguns dos seus sócios, os quais são em simultâneo funcionários e docentes da Escola Superior de Enfermagem de Lisboa (ESEL) encontra-se envolvida na criação do Museu Virtual da ESEL, projeto este que está a ser coordenado pela Presidente da Mesa da Assembleia Geral.

Neste período alguns sócios publicaram artigos e livros no âmbito da história de enfermagem divulgando dessa forma os resultados das suas investigações.

2013

Na sequência de contactos havidos com a TV Enfermagem, na pessoa da Coordenadora de Operações da TV Enfermagem, Dr.ª Catarina Vaz, com vista ao planeamento e realização de programas acerca da História da Enfermagem, a ser produzido editado e divulgado pela TV Enfermagem, o grupo de trabalho constituído para o efeito continuou a debruçar-se sobre o assunto.

A direcção, ao abrigo do Estatuto do Selo português, propôs aos CTT os seguintes temas para emissões filatélicas:

  • Pioneiras(os) da enfermagem portuguesa do séc. XIX e XX;
  • Elogio às mãos das enfermeiras;
  • Material/equipamento usado pelos(as) enfermeiros(as) no seu quotidiano (séc. XIX; XX e XXI);
  • Rituais de passagem das enfermeiras(os): Cerimónia da imposição da touca/cap; Cerimónia do Juramento de Florence Nightingale; Cerimónia de imposição das insígnias e entrega do diploma; Cerimónia de vinculação à profissão (OE);
  • Simbologia da enfermagem Portuguesa;
  • Escolas de Enfermagem séc. XIX e XX (até 1975);
  • Evolução dos uniformes das enfermeiras(os) em Portugal;
  • Primeiras(os) Diretoras(os) das escolas de enfermagem portuguesas até 1975;
  • Enfermeiras portuguesas que tiveram papel relevante na OMS.
  • Edifícios que albergaram e ou albergam escolas de enfermagem.

Posteriormente foi informada pelo Diretor dos Serviços de Filatelia não ser possível concretizar as referidas propostas nesse ano, não obstante o interesse das mesmas.

Realizou o I Simpósio Internacional “Investigação em História de Enfermagem: Percursos e Desafios”, que decorreu nos dias 29, 30 e 31 de maio de 2013 na Escola Superior de Enfermagem de Lisboa – Polo Gulbenkian integrado nas comemorações do 2º aniversário da Associação Nacional de História de Enfermagem (ANHE), que o promoveu em cooperação com a Escola Superior de Enfermagem de Lisboa (ESEL). Durante este evento decorreu:

  • Uma exposição intitulada: “De gentes e saberes na Enfermagem Portuguesa – Séc. XVI a XIX”; a qual se prolongou até ao dia 6 de junho. Entre os seus organizadores constavam alguns membros da associação;
  • Apresentações de livros no âmbito da História da Enfermagem, tanto de autores portugueses quanto estrangeiros;
  • Uma exposição de trabalhos de estudantes da Escola Superior de Enfermagem de Lisboa, realizados no ano letivo 2012/2013, no âmbito da unidade curricular de História e Epistemologia de Enfermagem (1º ano do Curso de Licenciatura em Enfermagem), onde lecionam membros da ANHE.

Com este evento científico pretendeu-se criar um espaço de partilha de conhecimento e de projetos de investigação em História da Enfermagem, em particular, e da saúde, em geral.

Neste projeto foi fundamental a cooperação da Associação Nacional de História da Enfermagem com a ESEL, a Unidade de Investigação & Desenvolvimento em Enfermagem (ui&de), a Associação Portuguesa de Enfermeiros (APE), a Associação de Estudantes da Escola Superior de Enfermagem de Lisboa (AEESEL), a Lusodidacta, bem como com parceiros institucionais como o Palácio Nacional de Mafra e a Torre do Tombo, entre outros.

Este simpósio trouxe um contributo essencial ao debate atual sobre a importância da história da enfermagem na construção da profissão, ciência e disciplina que que a enfermagem hoje é.

Deste evento resultou um e-book de Resumos com o ISBN: 978-989-97181-4-2[1] e a publicação de três artigos, no 2º semestre de 2013 na Revista Pensar Enfermagem, 17(2):

  • Mendonça, M. E. & França, A. P. (2013) História Oral: em busca de uma ferramenta para a investigação em enfermagem. Revista Pensar Enfermagem, 17(2): 9-25.
  • Gato, A. P. & Nunes, L. (2013) Desafios da investigação da História da Enfermagem: da sua visibilidade no ensino. Revista Pensar Enfermagem, 17(2): 26-34.
  • Silva, H. & Vieira, F. (2013) Antecedentes da formação em enfermagem no Porto (1855-1883). Revista Pensar Enfermagem, 17(2): 35-43.

Em março de 2013 um sócio participou com uma comunicação nas 1.as Jornadas de Enfermagem de Reabilitação do Hospital Garcia de Orta, com o título “Enfermagem de Reabilitação, uma especialidade com história”, a qual foi patrocinada pelo Hospital Garcia de Horta.

Dois sócios colaboraram com a APE, enquanto conferencistas, no Ciclo de Conferências promovido por esta Associação no âmbito da comemoração do seu 45º aniversário, em junho e julho de 2013 na Escola Superior de Enfermagem de Lisboa – Polo Artur Ravara.

Quatro sócios divulgaram resultados das suas investigações no âmbito da História da Enfermagem e dos seus projetos na Sessão de Abertura Solene do Ano Escolar da Escola Superior de Enfermagem S. Francisco das Misericórdias “Olhares sobre a História da Enfermagem”, que decorreu no dia 1 de novembro em Miraflores, no Anfiteatro da Glaxo SmithKline, Produtos Farmacêuticos Lda.

Após convite a ANHE fez-se representar pelo Presidente da Direção na Cerimónia de Vinculação dos novos enfermeiros. Esta cerimónia foi promovida pela Secção Regional do Sul da Ordem dos Enfermeiros, no Hotel Tivoli.

A ANHE através de alguns dos seus sócios continua envolvida na criação do Museu Virtual da ESEL, projeto este que está a ser coordenado pela Presidente da Mesa da Assembleia Geral.

Neste período alguns sócios continuaram a publicar artigos e livros no âmbito da história de enfermagem divulgando dessa forma os resultados das suas investigações.

Quatro dos sócios obtiveram o grau de Doutor: três em Enfermagem, dos quais dois na especialidade de História da Enfermagem e um em Educação na especialidade de História da Educação.

[1] Curado, M.A. et al. (ed.). (2013). Investigação em História de Enfermagem: percursos e desafios. Lisboa: Associação Nacional de História de Enfermagem / I Simpósio Internacional de História de Enfermagem. 147 p.; ISBN: 978-989-97181-4-2 Ebook Comunicações Simpósio 2013

2014

Continuaram os contactos com a TV Enfermagem com a finalidade de produzir programas sobre História da Enfermagem. O grupo de trabalho da ANHE prepararam um plano de ação com outros sócios e investigadores e redigiram guiões para alguns dos programas propostos.

A Direção continuou a debruçar-se sobre o estabelecimento de um protocolo com a TVEnfermagem que satisfaça os interesses de ambas as instituições.

Colaborou na Cerimónia de Homenagem, levada a efeito em 12 de maio pela Ordem dos Enfermeiros em cooperação com a Escola Superior de Enfermagem de Lisboa, no Polo Calouste Gulbenkian, à 1ª Bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Enfermeira Mariana Diniz de Sousa. O nosso contributo consistiu na produção de uma tela de grandes dimensões em homenagem à Enfermeira Mariana Diniz de Sousa a qual foi fixada na fachada do Polo Gulbenkian, na semana em que se realizou a dita homenagem.

Realizou uma Reunião Comemorativa do 3º Aniversário da Associação Nacional de História de Enfermagem (ANHE) intitulada Enfermagem em Portugal nos anos 60 do Séc. XX, a qual foi realizado em Lisboa, no dia 16 de junho, na Escola Superior de Enfermagem de Lisboa com o apoio da Unidade de Investigação & Desenvolvimento em Enfermagem e Associação Portuguesa de Enfermeiros.

Paralelamente a este evento, de 16 a 20 de junho, decorreu a Exposição Temporária: Enfermagem na encruzilhada das palavras “Domingo à Tarde” organizada por alguns sócios.

Ainda no âmbito do I Simpósio Internacional “Investigação em História de Enfermagem: Percursos e Desafios”, que decorreu em 2013 durante as comemorações do 2º aniversário da Associação Nacional de História de Enfermagem (ANHE) foram publicados em 2014 na Revista Pensar Enfermagem, 18(1) e (2) os artigos:

  • Pires, A. M. B. (2014). “CHAMEM O JOSÉ BERNARDO!” Uma evocação histórica em cinco atos. Pensar Enfermagem, 18(1): 40-48.
  • Queirós, P. J. P. (2014). Enfermeiros e auxiliares portugueses assalariados em S. Jorge da Mina Afonso Freyre, Enfermeyro; Inês, Fernanda, Beatriz e Catarina, pera servirem na enfermaria. Pensar Enfermagem, 18(1): 49-65.
  • Ferreira, Ó. M. R. (2014). Enfermagem religiosa no Portugal do século XX (1901-1950): detratores e apologistas, dois extremos em confronto. Pensar Enfermagem, 18(1): 66-76.
  • Garcia, E. M. B. & Amendoeira, J. (2014). O Curso de Visitadoras Sanitárias em Portugal 1929-1952. Pensar Enfermagem, 18(1): 77-85.
  • Ferreira, Ó. (2014). A Escola Técnica de Enfermeiras (1940-1968). Pensar Enfermagem, 18(2): 74-88.
  • Santos, A. & Sanna, M. (2014). “Calor Humano”: Origem e perpetuação desse valor em uma instituição hospitalar modelo- referência do município de São Paulo, Brasil. Pensar Enfermagem, 18(2): 89-99.

 

Na sequência da criação do Museu Virtual da ESEL, doze sócios da ANHE participaram numa formação, promovida pela ESEL e desenvolvida pela Dr.ª Marta Lourenço do Museu Nacional de História Natural e da Ciência (MUHNAC), na área museológica intitulado Curso Intensivo Museus, Património e Coleções, Levantamentos, Inventário e Preservação, com a finalidade de puderem contribuir para a inventariação, estudo, salvaguarda e valorização do património histórico-científico da ESEL.

Em março e abril dois sócios em articulação, colaboraram com a Ordem dos Enfermeiros na identificação e seleção do espólio arquivístico e bibliográfico da primeira Bastonária da Ordem dos Enfermeiros – Senhora Enfermeira Mariana Diniz de Sousa, a qual foi entregue à Ordem dos Enfermeiros, pela Srª Enfª Florinda Almeida – herdeira de Mariana Diniz de Sousa.

Em novembro três sócios assistiram ao I Seminário História de Coleções – Investigação recente e novos olhares: Da Cotovia ao Museu Nacional de História Natural e da Ciência que decorreu no Museu Nacional de História Natural e da Ciência – Universidade de Lisboa.

Em outubro e após convite a ANHE fez-se representar pelo Presidente da Direção, na Cerimónia de Vinculação dos novos enfermeiros. Esta cerimónia foi promovida pela Secção Regional do Sul da Ordem dos Enfermeiros, no teatro Tivoli.

Em dezembro de 2014 três sócios apresentaram comunicações no âmbito do Seminário da UC História e Epistemologia de Enfermagem: Ensino da Enfermagem em Lisboa (séc. XIX-XX), (1ª edição: 10-12h; 2ª edição: 16h30-18h30) que decorreu em Lisboa na Escola Superior de Enfermagem de Lisboa – Auditório Pólo Caloute Gulbenkian. Este seminário foi organizado e moderado por outros sócios, os quais são docentes da Unidade Curricular de História e Epistemologia de Enfermagem na ESEL.

Em dezembro no âmbito do Centenário da I Grande Guerra a Câmara Municipal de Lagos, (através da Biblioteca Municipal Dr. Júlio Dantas) e o Núcleo de Lagos da Liga dos Combatentes, organizou a iniciativa “A Guerra pela Paz”, onde dois sócios da ANHE realizaram uma conferência na Biblioteca Municipal de Lagos subordinada ao tema “Fomos nós que fomos” e intitulado “As mulheres portuguesas na Grande Guerra – uma retaguarda preciosa na saúde”.

Uma sócia obteve o grau de Doutor em Enfermagem.

2015

Organização do II Simpósio Internacional da ANHE "Enfermagem na 1ª metade do século XX. Cenários e contextos" Ebook - Resumos das Comunicações 2015

2016

Top